Sala de Imprensa

Faculdade Fucapi promove discussões sobre bioprocessos aplicados à indústria farmacêutica

Publicado em: 22/09/2017

A tônica da 2ª edição do Seminário de Engenharia de Bioprocessos discutirá, nos próximos dias 18 e 19/10, a relação dessa área com a indústria farmacêutica. O evento será realizado no campus educacional da Faculdade Fucapi (Av. Danilo Areosa, 381, Distrito Industrial), das 18h30 às 22h10. As inscrições podem ser feitas por meio do site: goo.gl/SnMTvC.

cabeçafarmacia

A cada ano um tema diferente é discutido e neste ano serão discutidos os Bioprocessos aplicados à indústria farmacêutica. “Podemos verificar a atuação de Engenheiros de Bioprocessos no desenvolvimento e aplicação de diversas tecnologias na indústria farmacêutica. Cabe citar a produção de fitofármacos, fitofármacos, fitoterápicos, soros e vacinas, hormônios, extratos, entre outros bioprodutos”, ressaltou a professora e coordenadora do evento, Priscila Pauly Ribas.

O Seminário contribuirá com a formação dos futuros engenheiros, pois discutirá temas importantes e relativos à área com um viés na aplicação das tecnologias, complementando o que é visto em sala de aula. O evento tem como objetivo promover uma discussão no âmbito acadêmico sobre a importância desta engenharia na indústria farmacêutica realçando a atuação do engenheiro de bioprocessos nesta área. O seminário garante horas de atividades complementares que variam de 10 h participantes no evento como ouvinte; 30h para organizadores do evento e; 25h para os voluntários.

Sobre o tema

Ribas explicou que a indústria farmacêutica envolve a fabricação de substâncias químicas farmacologicamente ativas, obtidas por síntese química, utilizadas na preparação de medicamentos.

 “A importância da atuação da Engenharia de Bioprocessos na indústria farmacêutica é reconhecida por seu caráter sistêmico, que envolve a geração de inovações em produtos e em processos utilizados. Podemos verificar a atuação de Engenheiros de Bioprocessos no desenvolvimento e aplicação de diversas tecnologias na indústria farmacêutica”, explicou ela.

Público alvo: Os alunos e a comunidade acadêmica em geral

Rhamile de Castro Muniz- Estagiária de Jornalismo
Cristiane Barbosa – edição – Agência Fucapi